Da necessidade de ver o mundo digital com outros olhos

O jornalista e blogueiro Juan Varela publicou no Soitu uma análise sobre medidas para o jornalismo não sucumbir à crise internacional.

Dentre as “saídas” apontadas, destaco duas que me pareceram particularmente pertinentes (livre tradução):

CONEXÃO: recuperar e ampliar a velha conexão íntima entre os meios e seu público. O pior aos meios informativos não são seus problemas financeiros, mas a desconfiança e, inclusive, o ressentimento de uma grande parte da sociedade sobre sua reputação, causada por um excessivo partidarismo, a falta de independência e a contaminação de outros negócios. Conexão também é, hoje, converter os meios em redes sociais criadas em torno da informação, que ajudem a construir uma identidade digital aberta, de domínio público.

NOVAS REDAÇÕES E NOVOS JORNALISTAS: mais abertos, flexíveis, conectados e que aproveitem todas as vantagens da organização em rede.

É incrível a lucidez de análises assim. É preciso entender o ambiente digital diferentemente do modo como o mundo esteve organizado (?) até hoje.

Não faz mais sentido pensar em centralização, em domínio privado, em isolamento, em afastamento do público. Tudo está conectado. A começar pelas pessoas, algumas delas, jornalistas. E sobreviver nesse ambiente presume manter-se ativo, disponível, em conexão.

A cultura digital é permeada por altruísmo. Ela nasce olhando para o outro, para o ponto de conexão sem o que não faz sentido existir. É a tua existência legitimada e chancelada pela alteridade, pelo grupo. Essa é a base do capital social, do mérito que te faz um ser vivo na rede.

Isso parece tão óbvio… Mas às vezes sinto que não é. E me decepciono.

Via Periodismo Ciudadano.

About Ana Brambilla

Sou jornalista, doutoranda em jornalismo e mídias sociais, nasci em Porto Alegre, amo São Paulo e moro em Buenos Aires ^.^
This entry was posted in Colaboração, Jornalismo Colaborativo, Mídia. Bookmark the permalink.

2 Responses to Da necessidade de ver o mundo digital com outros olhos

  1. Alec Duarte says:

    Ana,

    esse Muro de Berlim não cai. Juro que não sei mais o que fazer. Há uma separação papel-on-line que me parece insuperável no Brasil. Muito preconceito.

    bjs

  2. Não cai, mas vai cair Alec. Também sou jornalista e confesso que, apesar de jovem, também tinha um pouco de aversão a esse jornalismo sem fronteiras da web, mais especificamente dos blogs. Mas isso durou pouco porque foi só eu começar a receber informação que o mundo se abriu, o muro caiu e em um período de 1 mês e pouco criei 3 blogs. E estou super empolgada! Difundindo por aí essa nova forma de comunicação, mais verdadeira e eficiente. Acho que quando as pessoas pararem de pensar que internet, redes sociais, jornalismo colaborativo… vieram para roubar espaço e começarem a ver que elas apenas vieram para agregar a aumentar (ilimitadamente) o espaço, elas vão aderir! Tomara!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>